SERVIÇOS

PROCURAÇÃO

 

O que é procuração?

 

A procuração é o documento no qual uma pessoal autoriza outra a praticar atos em seu nome.

 

Para que serve?

 

A procuração serve para uma pessoa delegar poderes para uma ou mais pessoas agirem em seu nome. Pode ser por prazo indeterminado ou com prazo fixado no ato.

 

Quem deve comparecer?

 

Basta a presença da pessoa que vai delegar os poderes, isto é, o mandante. Sempre que possível, o procurador ou mandatário, a pessoa que recebe os poderes, deve comparecer, pois assim já assina a procuração, aceitando-a.

 

Dúvidas e informações por email:

gilberto@cartoriodoitaimpaulista.com.br

DIVÓRCIO

 

O que é preciso para o divórcio no cartório?

 

1. Não pode haver conflito, o marido e a mulher devem estar de comum acordo;
 

2. Não pode haver filhos menores ou incapazes, ou se comprovada a resolução prévia e judicial de todas as questões referentes aos filhos menores (guarda, visitas e alimentos).

 

Quem deve comparecer?

 

O casal deverá comparecer acompanhado de seu(s) advogado(s). Pode ser um advogado para atender os dois cônjuges.

 

Dúvidas, informações, agendamentos e cálculos por email:

Escreventes:

gilberto@cartoriodoitaimpaulista.com.br

jcj@cartoriodoitaimpaulista.com.br

carla@cartoriodoitaimpaulista.com.br

cristina@cartoriodoitaimpaulista.com.br

CASAMENTO

 

O que é?

 

O casamento é ato formal e solene que se realiza no momento em que o homem e a mulher manifestam, perante o juiz, a sua vontade em estabelecer vínculo conjugal e o juiz os declara casados.

PROCESSO DE HABILITAÇÃO, REGISTRO E A PRIMEIRA CERTIDÃO DE CASAMENTO SÃO GRATUITAS AOS RECONHECIDAMENTE POBRES.

 

Como é feito?

 

O casamento civil, bem como o registro civil de casamento religioso, é precedido de processo de habilitação, no qual os interessados, apresentando os documentos exigidos pela lei civil, requerem ao Oficial de Registro Civil das Pessoas Naturais da circunscrição de residência de um dos nubentes, que lhes expeça certificado de habilitação para o casamento.
 

Documentos necessários

 

O requerimento de habilitação é firmado por ambos os nubentes, de próprio punho ou por procurador, e devem estar munidos de:

RG

CPF

Certidão Atualizada 90 (noventa) dias de Nascimento (solteiro)

Certidão Atualizada 90 (noventa) dias de Casamento com averbação (divorciado)

Certidão de Casamento Atualizada 90 (noventa) dias e Certidão de Óbito (viúvo)

Comprovante de Endereço em nome dos nubentes residentes no bairro do Oficial de Registro Civil que irá se casar

 

Acompanhados de 02 (duas) testemunhas conhecidas, maiores e alfabetizadas munidas de RG.

  

Dúvidas ou informações por email:

casamento@cartoriodoitaimpaulista.com.br

ÓBITOS

 

O que é?

 

Tem a função de atestar o falecimento de uma pessoa perante aos órgãos competentes, mediante a uma declaração de óbito. O registro de óbito, bem como a primeira certidão, é gratuito (Lei Federal 9.534/1997).

 

 

Como é feito?

 

A declaração do óbito deverá ser feita no Oficial de Registro Civil da circunscrição do local do óbito. O assento de óbito será lavrado pelo Oficial do Registro Civil, a vista do atestado médico, se houver no local, ou em caso contrário, mediante declaração de duas pessoas qualificadas que tiverem presenciado ou verificado a morte.

 

Dúvidas:

nascimento@cartoriodoitaimpaulista.com.br

NASCIMENTO

 

O que é?

 

 

É o primeiro registro de um indivíduo, fundamental para que este seja reconhecido como cidadão. É necessário para qualquer outro registro ou para emissões de documentos de várias espécies. O registro de nascimento, bem como a primeira certidão, é gratuito (Lei Federal 9.534/1997). 
 

Onde é feito?


Todos os nascimentos ocorridos em território nacional deverão ser levados a registro. O registro é feito pelo cartório Oficial de Registro Civil das Pessoas Naturais, da circunscrição de nascimento do "recém-nascido" ou de residência dos pais. 
 

Prazos


Todos os nascimentos ocorridos em território nacional deverão ser registrados dentro do prazo de 15 dias, prorrogado por mais 45 dias caso a mãe seja declarante. Além do prazo quando a mãe declara o nascimento, prevê a lei outra hipótese de ampliação: quando a distância entre o lugar de parto ou domicílio for maior de 30 km da sede da serventia. Nesse caso o prazo é prorrogado em até três meses (artigo 50 da Lei 6.016/1973). Após o decurso do prazo de registro, será competente apenas a serventia da circunscrição da residência do interessado, nos termos do artigo 46 da Lei 6.015/1973.

 

Dúvidas ou informações por email:

nascimento@cartoriodoitaimpaulista.com.br

RECONHECIMENTO DE FIRMA

 

O que é reconhecimento de firma?

 

Quando o tabelião reconhece a firma de alguém declara que a assinatura da pessoa é da pessoa ou, ao menos, semelhante.

Para que serve?

O reconhecimento de firma serve para que estranhos que necessitem contratar ou receber um documento da pessoa que o assina, tenham certeza indubitável que a assinatura é mesmo da pessoa signatária. O reconhecimento de firma impede também que a pessoa pretenda negar a própria assinatura.
O reconhecimento de firma inverte o ônus da prova num processo judicial. Contestado o reconhecimento, deverá ser provada a falsidade e que o tabelião errou no ato.

 

Tipos de Reconhecimento

 

Por autenticidade: no reconhecimento autêntico, o tabelião dá certeza plena de que a assinatura é da pessoa que assinou. Ele poderá exigir que a pessoa assine na sua presença.
Por semelhança, com valor: este reconhecimento é para documentos que tenham valor econômico. Nele, o tabelião, a vista da ficha de assinaturas depositada previamente pela pessoa que assina, declara que a assinatura é semelhante àquela constante do arquivo.
Por semelhança, sem valor: nos documentos que não tenham valor econômico, o tabelião, a vista da ficha de assinaturas depositada previamente pela pessoa que assina, declara que a assinatura é semelhante àquela constante do arquivo.

 

Dica: O reconhecimento por autenticidade é o único que dá 100% de certeza sobre a autoria do documento.

 

Dúvidas ou informações por email: firmas@cartoriodoitaimpaulista.com.br 

AUTENTICAÇÃO

 

O que é autenticação?

 

Autenticar a cópia de um documento significa declarar que a cópia está igual ao documento apresentado. Este é um trabalho do tabelião, profissional que tem a fé pública do Estado. A autenticação faz prova plena do fato de que a cópia é idêntica ao documento.

 

Para que serve?

 

A autenticação serve para multiplicar documentos, garantindo às pessoas estranhas que necessitem acreditar nas cópias, que elas têm a mesma validade, a mesma fé do documento verdadeiro.
A autenticação inverte o ônus de prova num processo judicial. Contestada a autenticação, deverá ser provada a falsidade e que o tabelião errou no ato.

 

Quem pode solicitar o serviço?

 

Qualquer interessado na autenticação, portando o documento a ser autenticado.

 

Dúvidas ou informações por email: firmas@cartoriodoitaimpaulista.com.br

APOSTILA DE DOCUMENTOS

 

O que é Apostila?

 

É uma autenticação que garante a procedência de um documento público nacional para ser aceito e válido no exterior, nos termos da Convenção da Apostila da Haia.

 

Quem pode requerer?

 

A emissão da apostila pode ser requerida presencialmente:
- pelo interessado (requerente)
- por qualquer outro portador do documento público (apresentante)

 

Dúvidas ou informações por email: apostilamento@cartoriodoitaimpaulista.com.br

ESCRITURA DE COMPRA E VENDA

 

O que é escritura de compra e venda?

 

É o contrato em que uma pessoa vende determinado bem - móvel ou imóvel - para outra, mediante pagamento em dinheiro.

Para que serve?

A escritura pública serve para formalizar os atos e os negócios das pessoas, com a máxima força probante.

 

Quem deve comparecer?

 

Devem comparecer todas as pessoas que fazem parte do negócio jurídico.
Exemplo: na compra e venda de um imóvel, o vendedor e o comprador.
Pode ser necessária a presença de outras pessoas, como o cônjuge do vendedor que é casado sob qualquer regime de bens, exceto o da separação de bens.

 

Dúvidas ou informações por email: escritura@cartoriodoitaimpaulista.com.br

Escreventes:

jcj@cartoriodoitaimpaulista.com.br carla@cartoriodoitaimpaulista.com.br

cristina@cartoriodoitaimpaulista.com.br

UNIÃO ESTÁVEL

 

O que é união estável?

 

É o ato pelo qual os conviventes reconhecem sua relação como entidade familiar, configurada na convivência pública, contínua e duradoura e estabelecida com o objetivo de constituição de família.

 

Para que serve?

 

Quando o amor acontece, é importante também acertar como os companheiros desejam regular o seu patrimônio individual e como vão construir a sua relação e administrar o novo patrimônio.

 

Quem deve comparecer?

 

Ambos os conviventes.

 

Dúvidas, informações e agendamentos por email: 

gilberto@cartoriodoitaimpaulista.com.br